História

Em 12 de setembro de 1934, na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal, um grupo de 20 médicos reuniu-se para fundar uma sociedade e congregar os especialistas em Proctologia. Em 17 de setembro do mesmo ano, fez-se uma segunda reunião para elaboração dos estatutos da nova sociedade, finalmente aprovados em 26 de setembro e posteriormente registrados no Cartório do 1º Ofício de Notas do Rio de Janeiro.


Assista à vinheta com um breve histórico da SBCP






A última referência no livro de atas da época termina em 19 de julho de 1935. Desde então, a Sociedade permaneceu inativa por razões provavelmente políticas até que, em 1945, um grupo de proctologistas baianos promoveu na cidade de Salvador (BA) uma reunião científica e convidou o Prof. Sylvio D’Ávila, do Rio de Janeiro, para este evento. Havia, nesta ocasião, a intenção de se fundar uma sociedade baiana de proctologia. No entanto, ao invés de se criar uma sociedade regional na Bahia, foi aprovada a criação da Sociedade Brasileira de Proctologia – considerada inexistente pelos presentes. Assim, foi eleito o Prof. Sylvio D’ Ávila seu 1º Presidente.

Desde então, a Sociedade realizou, de maneira ininterrupta, reuniões anuais até 1951, quando passou a realizar congressos também anuais, sem interrupção, até a presente data.

Em 1958, a Sociedade se agregou à Associação Latinoamericana de Proctologia e, em 1967, foi celebrado um convênio com a Associação Médica Brasileira para a concessão do Título de Especialista em Proctologia.

Nessa época, a Sociedade sempre acompanhava seu Presidente para a cidade onde residia, de modo que sua administração (livros de atas, controle de anuidades, etc.) mudava de sede anualmente, causando embaraços e perda de documentos. Na assembleia geral de 5 de setembro de 1973, foi aprovada a fixação da sede no Rio de Janeiro, junto à Sociedade de Medicina e Cirurgia, cujo Presidente ofereceu os serviços de secretaria e tesouraria, sem ônus para a nossa Sociedade.

Por ocasião do 29º Congresso, em 1979, em Belo Horizonte/MG, foi aprovada a mudança do nosso nome para Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

No 31º Congresso, em 1981, realizado em São Paulo, ocorreu o lançamento da Revista Brasileira de Coloproctologia, com publicação trimestral, que já se encontra no 30º número. Em 2000 é iniciada a publicação do Jornal Informativo, de edição também trimestral, que já publica seu 9º ano.

Marco também importante na trajetória da Sociedade foi a aquisição de sua sede própria, em 1988, inaugurada em 15 de outubro de 1989, por ocasião do 38º Congresso. Nessa época, foi proposta a fixação da sede da Associação Latinoamericana de Coloproctologia (ALACP) no Brasil, junto à nossa Sociedade, confirmada na assembleia da ALACP em Las Leñas – Argentina, em 1991.

Em 8 de julho de 2000, foi inaugurado, em nossa sede, o “Centro de Estudos Pitanga Santos”, destinado à preservação da memória da Sociedade e à editoração da Revista e do Jornal Informativo, e que foi assim denominado em homenagem ao nosso patrono e pioneiro da especialidade no Brasil.

Atualmente, nossa Sociedade conta com 1.691 membros, sendo 14 Honorários, 50 Remidos, 633 Titulares, 408 Associados, 555 Filiados, 20 Aspirantes e 11 Correspondentes, sendo a segunda sociedade mundial da especialidade em número de sócios.

Voltar
Scroll to top